Campinas +55 19 3295.3813 - São Paulo +55 11 5087.8931

SITUAÇÃO DE MERCADO DE TRABALHO PARA O NÍVEL DE LIDERANÇA E A ASSESSORIA DE RECOLOCAÇÃO

por Marcio Brasil – Diretor Geral

Entre 2014 e 2017 o mercado de trabalho perdeu quase 3 milhões de vagas com carteira assinada.

Em 2018 a recuperação está lenta, pois apesar de 400.000 vagas criadas, segundo o Caged, os cargos de liderança (diretores, gerentes e supervisores), perderam quase 80.000 postos repetindo a mesma situação do primeiro semestre de 2017.

Como as empresas ainda não conseguiram recuperar o faturamento, continuam cortando custos e cargos, voltando a fazer para os cargos de liderança, promoções internas e gestão de múltiplas áreas.

Mesmo o mercado incerto, vivendo uma agravante falta de confiança dos empresários, potencializada pela atual crise política e insegurança jurídica, não parou e continua, de forma lenta, a admitir profissionais em nível de liderança, com processos mais cuidadosos, prolongados e com grande número de concorrentes.

Essa busca por vagas é agravada em função dos profissionais que estão trabalhando e se sentem inseguros nas empresas atuais, indo para o mercado em busca de segurança e novas oportunidades.

A procura por vagas, em função desses anos de crise, ficou padronizada e concentrada em se cadastrar nos sites de empresas e consultorias de seleção, aplicações em redes sociais e tentativas de network utilizando o LinkedIn e Facebook, não produzindo resultados satisfatórios.

Nesse contexto, difícil e solitário, onde o executivo tem a sensação de isolamento por parte dos amigos e da antiga rede de contatos, é que uma consultoria de recolocação pode ajudar, por meio de um trabalho de orientação e planejamento de carreira, elaboração de um currículo melhor estruturado, apoio na abordagem de empresas e consultorias alvo, prospecção de vagas, orientação sobre técnicas e simulação de entrevistas, montagem da rede de networking e suporte nos processos seletivos junto aos recrutadores, bem como nas negociações do pacote de remuneração.

Para escolher a consultoria de recolocação o profissional deve tomar alguns cuidados, tais como: referências de executivos que usaram os serviços, visita ao escritório para ver a estrutura física e de apoio, falar com um consultor para entender o processo, verificar o cadastro de empresas e de vagas que serão colocados à disposição, analisar o percentual de pessoas recolocadas, o tempo médio de recolocação e finalmente, entender e negociar o custo da consultoria a ser contratada.

Se você está na situação acima, procure a Korum que irá mostrar como ajudá-lo se recolocar no mercado de trabalho.