Campinas +55 19 3295.3813 - São Paulo +55 11 5087.8931

Os sonhos de carreira da Geração Y em 23 países

Qualidade de vida é a meta número 1 de carreira dos jovens de 20 dos 23 países analisados; Brasil está entre eles

A carreira dos sonhos

Nem ser chefe, nem ter uma carreira internacional. O que os jovens realmente querem para a própria trajetória é qualidade de vida. Pelo menos é o que mostra levantamento da Universum feito a pedido de EXAME.com.

Dos 23 países analisados pela consultoria em 2013, os jovens de 20 deles apontaram o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional como o primeiro plano para a própria carreira.

No Brasil, por exemplo, quase 60% dos entrevistados sonham com um emprego que garanta qualidade de vida. Mas não só. Eles também querem um trabalho estável e que ofereça um senso de propósito.

Compilamos o ranking de metas e a expectativa do salário inicial médio dos jovens de cada país.

Atenção: os dados em dólares são referentes a 2013. A conversão para reais levou em conta apenas o câmbio de 19/05 – sem levar em conta outras variáveis do mercado no último ano.

Austrália
Depois de qualidade de vida, os jovens australianos querem estabilidade e um bom salário pela frente. Por lá, a expectativa é ganhar, em média, US$ 4,7 mil (ou o equivalente a R$ 10,3 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 56,21%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 41,87%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 33,84%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 30,29%
Ter uma carreira internacional 30,08%
Ser líder ou gestor de pessoas 25,34%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 23,48%
Ser um especialista técnico 14,79%
Ter independência ou autonomia 12,10%

Áustria
Apesar da busca por equilíbrio, os jovens da Áustria querem também desafios. O salário médio esperado lá é mais ou menos US$ 3,5 mil (ou o equivalente a cerca de R$ 7,8 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 55,00%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 43,28%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 36,42%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 32,74%
Ser líder ou gestor de pessoas 30,92%
Ter uma carreira internacional 30,49%
Ter independência ou autonomia 25,43%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 16,19%
Ser um especialista técnico 13,77%

 

Brasil
A estabilidade e o propósito na carreira também são alvos dos jovens brasileiros. Por aqui, o salário médio esperado após a faculdade é de cerca de US$ 1,8 mil (ou o equivalente a mais ou menos R$ 3,9 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 58,66%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 43,50%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 36,65%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 35,65%
Ter uma carreira internacional 30,72%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 30,26%
Ser líder ou gestor de pessoas 27,06%
Ser um especialista técnico 13,78%
Ter independência ou autonomia 12,51%

 

Canadá
Em termos de expectativas profissionais, os canadenses compartilham dos mesmos sonhos que os brasileiros. No entanto, são mais ambiciosos quando o assunto é salário. Por lá, a remuneração esperada é de US$ 4,1 mil (ou o equivalente a pouco mais de 9 mil reais).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 64,91%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 53,64%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 39,75%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 31,02%
Ser líder ou gestor de pessoas 22,70%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 21,49%
Ter uma carreira internacional 17,49%
Ter independência ou autonomia 15,23%
Ser um especialista técnico 12,24%

 

China
Uma vida equilibrada, um emprego estável e um cargo de liderança: eis o emprego ideal para um jovem chinês. O salário médio que eles esperam ao sair da faculdade é de pouco mais de mil dólares (ou o equivalente a cerca 2,3 mil reais).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 37,80%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 30,81%
Ser líder ou gestor de pessoas 26,48%
Ter independência ou autonomia 24,12%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 23,57%
Ter uma carreira internacional 21,15%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 19,27%
Ser um especialista técnico 17,98%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 17,88%

 

Dinamarca
Os jovens dinamarqueses querem, além de qualidade de vida, um trabalho que tenha um propósito e que os desafie. Em termos de salário, a expectativa é por uma remuneração que chegue a 11 mil reais logo de cara (ou o equivalente a US$ 5,4 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 43,96%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 39,56%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 35,75%
Ter uma carreira internacional 31,32%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 31,23%
Ser líder ou gestor de pessoas 23,03%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 21,92%
Ter independência ou autonomia 14,26%
Ser um especialista técnico 10,68%

 

Finlândia
Os jovens finlandeses também buscam estabilidade e desafio, além de qualidade de vida, em um emprego. Em termos de salário, querem chegar no mercado com uma remuneração média de 3,7 mil dólares (ou o equivalente a cerca de R$ 8,3 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 67,16%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 45,56%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 34,87%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 32,56%
Ser um especialista técnico 24,10%
Ter uma carreira internacional 21,75%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 19,30%
Ter independência ou autonomia 17,24%
Ser líder ou gestor de pessoas 14,69%

 

França
Os jovens franceses são um dos poucos a colocar no pódio de metas a expectativa de ter carreira internacional um dia. Já em termos de salário, eles esperam ganhar cerca de US$ 3,8 mil (ou mais ou menos R$ 8,5 mil).

Meta de carreira Percentual (%)
Ter qualidade de vida 59,18%
Ter uma carreira internacional 40,87%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 35,29%
Ser líder ou gestor de pessoas 32,34%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 30,65%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 29,47%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 27,42%
Ter independência ou autonomia 18,23%
Ser um especialista técnico 13,22%

 

Alemanha
Além de qualidade de vida, estabilidade e desafios, os jovens alemães sonham com um salário de US$ 4,4 mil (ou cerca de 9,6 mil reais).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 51,07%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 46,20%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 35,24%
Ser líder ou gestor de pessoas 29,33%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 24,34%
Ter uma carreira internacional 22,07%
Ter independência ou autonomia 19,61%
Ser um especialista técnico 17,80%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 16,55%

 

Hong Kong
Em Hong Kong, o salário médio esperado é cerca de US$ 2,2 mil (ou o equivalente a R$ 4,9 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 55,57%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 39,46%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 29,90%
Ter uma carreira internacional 29,66%
Ser líder ou gestor de pessoas 24,29%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 24,24%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 23,47%
Ter independência ou autonomia 15,79%
Ser um especialista técnico 14,71%

 

Índia
Os jovens indianos fugiram à tendência do resto do mundo. Para eles, estabilidade no emprego vale mais do que qualidade de vida. Pouco mais de 30% deles também miram uma carreira internacional. O salário médio esperado é de US$ 976 (algo em torno de 2,1 mil reais).

Meta de carreira Percentual
Ter estabilidade ou segurança no emprego 32,50%
Ter qualidade de vida 32,45%
Ter uma carreira internacional 30,21%
Ser um especialista técnico 29,54%
Ser líder ou gestor de pessoas 29,47%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 24,53%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 20,85%
Ter independência ou autonomia 19,39%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 17,31%

 

Itália
Na Itália, a expectativa média de salário é de US$ 2.069 (ou o equivalente a R$ 4,5 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 53,29%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 44,95%
Ter uma carreira internacional 37,10%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 32,11%
Ter independência ou autonomia 27,38%
Ser líder ou gestor de pessoas 26,97%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 24,16%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 23,21%
Ser um especialista técnico 16,24%

 

Japão
Como poucos jovens ao redor do mundo, 24% dos japoneses entrevistados querem ser especialistas em alguma área. A expectativa de remuneração deles é de US$ 3.208 (ou cerca de R$ 7 mil) logo após a faculdade.

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 32,43%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 32,15%
Ser um especialista técnico 24,07%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 22,75%
Ter independência ou autonomia 22,65%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 19,50%
Ter uma carreira internacional 17,50%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 13,19%
Ser líder ou gestor de pessoas 12,97%

 

México
No México, a expectativa salarial média dos jovens é de US$ 1.268 (ou cerca de R$ 2,7 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 48,73%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 46,52%
Ser líder ou gestor de pessoas 39,15%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 39,09%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 37,46%
Ter independência ou autonomia 25,80%
Ter uma carreira internacional 24,75%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 21,06%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 21,06%
Ser um especialista técnico 7,79%

 

Holanda
Os jovens holandeses querem ter qualidade de vida e abrir o próprio negócio. E sonham com um salário inicial médio de US$ 3,1 mil (ou o equivalente a R$ 6,8 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 51,03%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 46,10%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 33,59%
Ter uma carreira internacional 29,61%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 28,94%
Ser líder ou gestor de pessoas 28,78%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 25,39%
Ter independência ou autonomia 13,36%
Ser um especialista técnico 11,38%

 

Noruega
O salário inicial esperado por um jovem norueguês é de US$ 6,5 mil (ou cerca de R$ 14,4 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 49,32%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 45,76%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 39,52%
Ter uma carreira internacional 24,15%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 23,43%
Ter independência ou autonomia 19,79%
Ser líder ou gestor de pessoas 19,34%
Ser um especialista técnico 16,54%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 14,23%

 

Polônia
Como os indianos, os poloneses são uma exceção. Para eles, ter estabilidade e se tornar um especialista técnico vale mais do que ter qualidade de vida. O salário médio esperado é de US$ 963 (ou cerca de R$ 2,1 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter estabilidade ou segurança no emprego 64,03%
Ser um especialista técnico 51,08%
Ter qualidade de vida 47,03%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 29,21%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 27,75%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 21,58%
Ter independência ou autonomia 20,29%
Ter uma carreira internacional 14,46%
Ser líder ou gestor de pessoas 12,94%

 

Rússia
Na Rússia, a qualidade de vida também não é o primeiro colocado no ranking de metas de carreira. E o salário esperado é de US$ 1,3 mil (ou cerca de R$ 2,8 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter estabilidade ou segurança no emprego 52,49%
Ter qualidade de vida 39,77%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 38,58%
Ser um especialista técnico 33,29%
Ter independência ou autonomia 29,58%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 26,46%
Ter uma carreira internacional 25,99%
Ser líder ou gestor de pessoas 25,96%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 21,99%

 

Singapura
A expectativa de salário inicial no Singapura é de US$ 2,7 mil (ou cerca de R$ 6 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 63,95%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 47,76%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 31,98%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 25,12%
Ser líder ou gestor de pessoas 23,58%
Ter uma carreira internacional 22,64%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 20,27%
Ter independência ou autonomia 14,47%
Ser um especialista técnico 13,69%

 

Espanha
Os jovens espanhóis querem segurança no emprego ao mesmo tempo em que sonham com uma carreira empreendedora e inovadora (portanto, recheada de riscos). O salário inicial esperado é de US$ 2.072 (ou cerca de R$ 4,5 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 64,83%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 42,14%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 40,25%
Ter uma carreira internacional 35,31%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 32,68%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 29,81%
Ser líder ou gestor de pessoas 22,63%
Ser um especialista técnico 11,89%
Ter independência ou autonomia 9,16%

 

Suécia
Na Suécia, a expectativa de salário inicial é de US$ 4.355 (ou cerca de R$ 9,5 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 52,33%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 46,63%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 30,64%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 26,53%
Ter independência ou autonomia 26,09%
Ter uma carreira internacional 24,49%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 23,76%
Ser líder ou gestor de pessoas 19,00%
Ser um especialista técnico 17,19%

 

Reino Unido
Estabilidade e desafio, além de uma vida equilibrada. Eis a receita de carreira para fazer um jovem inglês feliz. O salário esperado por eles fica na faixa dos US$ 3,6 mil (ou cerca de R$ 8 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 47,89%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 41,73%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 37,96%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 30,28%
Ter uma carreira internacional 28,88%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 22,67%
Ser líder ou gestor de pessoas 21,75%
Ser um especialista técnico 16,18%
Ter independência ou autonomia 13,65%

 

Estados Unidos
Nos Estados Unidos, por fim, o salário médio esperado é de US$ 4,3 mil (ou o equivalente a R$ 9,5 mil).

Meta de carreira Percentual
Ter qualidade de vida 61,72%
Ter estabilidade ou segurança no emprego 57,28%
Dedicar-se a uma causa ou sentir que sirvo a um bem maior 48,74%
Ser desafiado intelectualmente ou competitivamente 33,76%
Ser líder ou gestor de pessoas 25,83%
Ser empreendedor ou criativo/inovador 23,31%
Ter uma carreira internacional 16,51%
Ter independência ou autonomia 11,65%
Ser um especialista técnico 9,26%

 

Fonte: http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/os-sonhos-de-carreira-da-geracao-y-em-23-paises